13 de jan de 2012


.

Quantos de vós estais num beco de saída, chorando contra um tijolo-burro o desgosto de estar perdido em labirintos? Não fostes vós que construístes esse muro! Porque desperdiçais nele a vossa sensibilidade? Porque vos tornais como ele, aos poucos, hirto e fechado?

Dinheiro!

Tudo se resume ao dinheiro. Se tivesses dinheiro poderíeis até arriscar ser felizes! Eu sei. Puseram o dinheiro no lugar do ser-humano porque o ser-humano tem coração e falha. E era preciso pôr no centro do mundo alguma coisa que não tivesse coração. Mas como a ‘natureza humana’ aspira ao Amor (que não compreende) encontrou, no dinheiro e no poder, a estratégia perfeita para se amar pelo avesso, com um coração de aço…

Deu em merda, não deu?

.

2 comentários:

Anónimo Pralguns disse...

Deu!

Anónimo Pralguns disse...

Poder de síntese elevado a décima potencia!"amar do avesso com um coração de aço". é bem verdade que o ser humano é feito para amar, mas ao mesmo tempo cada vez menos se domina a maior das artes.