28 de set de 2011

Escreve um livro, pá!

.
Escreve um livro, pá!
Enlarge your penis
Mete silicone nas mamas
E posa para nós.

Masturba-te,
Enche-nos com o teu orgasmo num vidro de autocarro
Que depois arranque para ir trabalhar!

Escreve um livro, pá!
Suicida-te para nós.

…Nunca te esqueceremos!

Humilda-te.
Não és assim tão bom!
As tuas flores são bonitas, ok. -
Baudellaire escreveu melhor sobre elas –
Rimbaud foi mais longe…

Mas não desistas,
Continua!

Escreve um livro, pá!
Põe lá o nome que os meus pais me deram…

Não vais a lado nenhum,
És “muita parra e pouca uva”,
Um pseudo-qualquer-coisa que prometia…
Sai desse sítio. Tás sempre metido aí,
Viaja para seres como eu!

Deixa de beber, pá!

Não pegues nos meus filhos ao colo,
Metes-me nojo!
Vai trabalhar!

Tinhas tudo,
Tu tinhas tudo para ser grande,
És uma merda!

Liberta-te dessa merda e
Escreve um livro, pá!

.

Um comentário:

Anônimo disse...

Escreve um livro pá!

Raul Cardoso