16 de jul de 2010

Decadência

.

Recaí quase todos os dias este ano,
Acordando sempre para o lado da dor
E tarde para os castings

Dois dedos de vodka
Pela manhã
E o resto do dia
A ver televisão
Com os pés descalços.

É tarde para começar de novo
É quase noite para começar tudo outra vez

E falta um verso,
Falta sempre um verso…


.

Um comentário:

Amora disse...

mas a noite envolve-te e deixa-te a pairar fora de ti...
como uma cobra que se refugia entre as pedras,
buscando o calor do dia que já partiu e não regressa.

Está sempre em falta um verso...