26 de set de 2008

Apresentação II

Pede-se, com todo o respeito que vos possa merecer, que leiam o seguinte trecho com sotaque Ucraniano. Como alternativa, e para todos os que não se sintam familiarizados com esta língua, propõe-se que o mesmo seja trauteado em Ré menor, alternado a Fá sustenido… Obrigado!


Olá!

Apresentaram-me como um “reforço” deste Blogue; “um organizador de jogo dos Países de Leste”… Em resposta a tudo isso, cabe-me dizer em letras bem garrafais – TRETAS!! Não sou reforço nenhum, mas antes, o esforço que vocês não estarão dispostos a fazer para continuarem a ler este pseudo-obituário.


Sou o Anatoly Zerka, ucraniano - filho da puta, como a maioria me trata. E eu rio-me!
È verdade, venho lá dos quintos desta Europa de merda com o objectivo de extorquir o máximo de €’s possível aos patrões e governantes lusos, para depois vos mandar foder a todos e abalar para junto da minha prole, esperando, como é óbvio, deixar aquilo a que vocês portugueses chamam de saudade e também uma lágrima no canto do olho a algumas bonecas que fui tendo no meu leito.

Sou verde, em anos, mas já estou bem queimado, não sei se do Vodka e Bagaço que vou bebendo, ou então da vida que levo… sou carpinteiro de cofragem, uma vertente da famosa profissão que é trolha, trabalho ao frio e ao sol, puxo pelo corpo (qual Hércules) e de vez em quando atiro uns piropos ás fêmeas que passam… e elas não se riem!

De quando em vez, dou comigo no hospital, quer seja para dar sangue e aproveitar o pequeno-almoço de borla, que em troca me oferecem, quer por malhar abaixo dos andaimes lá nas obras. Quando assim é, fodo-me todo: Parto ossos, fracturo vértebras, esmago dedos, rebento órgãos internos, até os dentes me saem… enfim, uma cabidela de fazer inveja ao maior galo de qualquer capoeira.


Aqui, espero ser as palavras que vos irritem, que vos enlouqueçam, que despertem náuseas em vossas mentes… O buraco negro e cancerígena que tosta as vossas cabeças até rebentarem de revolta.

Vou ser o fantasma que se esconde debaixo das vossas camas e dentro dos armários, á noite, quando se forem deitar. Quando ficar escuro, vou ser os olhos que estarão sempre postos em vossos corpos sonolentos. Ah, eu a observá-los enquanto dormem, e se calhar, quem sabe, ainda vos chego a passar a mão, muuiiito ao de leve, no sexo… Uma vez por outra, vou fazer-vos mal nos vossos pesadelos!

Creio que serei a razão de sussurrarem o “Anjo da Guarda” ao erguer e deitar da cama… assim o espero «… de noite e de dia.»!!!


PS: Os palavrões podem ser trauteados em Mi prolongado.

2 comentários:

Menino de Talho disse...

Ora então seja muito bem-vindo Sr. Anatoly. O Sr. Mal já me tinha dito que ia chegar. Vai ver que isto é tudo gente muito asseadinha e respeitadora.
Já agora, isso de passar as manápulas na genitália... é preciso deixar a janela aberta ou você entra como a fada dos dentinhos?...

Sr. Mal disse...

Começamos já a avacalhar com desconhecidos, não é verdade, menino?...

Então, Anatoly, essa vida? Estava difícil de postar. Não me diga que estava a trabalhar em Espanha? Olhe que por lá também há Internet e acima de tudo há bastantes... espanholas!

Bem-vindo, caro amigo