26 de ago de 2012

Afogado na superficie

.
Sonhei a vida
grande e infinita.
Um tempo esquecido de si,
Do que havia prometido.
...
a luz de todas as noites
enluaradas
escorrendo nas paredes brancas
de um quarto.
murmúrios de água
carícias de vento
e a preguiça de um gato
no teu corpo nu.
Eu afogado
olhos abertos ao céu
boiando à superficie
do teu profundo oceano.
.

Nenhum comentário: