9 de fev de 2012

Flipper Machine

.

Ela tinha muitas cordas a prendê-la!
Cordas de expressão,
De invenção…
Cordas de mexer
E de abrir mão…

Ela tinha um deus e cuspia agulhas para o céu
Para que Ele ou um outro menor
Puxasse ou melasse na sua língua,
Palavras…

Mas nada é certo quando o céu é turvo
E o diabo passa,
Esgaravatando o cu mesquinho…

Mas o diabo é só o recordista
Da flipper machine que Deus inventou…

.

Nenhum comentário: