14 de dez de 2011

Bonjour tristesse

.

A tristeza acordou com a fome
De quem esteve a hibernar
Lambia-lhe os ouvidos
um mundo cão a definhar

Caminha pelos dias
A quem chama de compridos
Entre as horas ajoelhadas
Para a esmola dos mendigos

Educada por boas famílias
Cumprimenta todos na passada
Os que vêm no seu sentido
E do outro lado da estrada

Muitos lhe dizem boa noite
E bom dia pela manhã
Aos que não a cumprimentam
Ela diz “até amanhã.”

.

Nenhum comentário: