9 de nov de 2009

E pronto. Acabou-se a festa.

No cinema recorre-se por vezes à técnica de filmar uma grande chuvada depois de uma série de acontecimentos com forte carga emocional. O objectivo é basicamente fechar um capítulo e desembargar a tensão acumulada. Na verdade, e não apenas no cinema, o elemento água é talvez o veio purificador mais poderoso que a natureza nos colocou à disposição.

Ocorreu-me isto porque hoje choveu e eu sinto-me lavado. Por dentro, a sensação é de rescaldo depois de um incêndio e o meu corpo reage com cautela às arranhadelas deixadas por esfregões ávidos e escovas de arame…

A vida poderia ser uma festa e nós só teríamos de continuá-la. Mas abateu-se sobre o nosso tempo uma forma de pensar que roça a doença. Vigora entre nós uma corrente de pensamento que nos impele a impor sevícias ao corpo e à alma, para que mereçamos a felicidade. Ah, mas eu gosto de me vestir pelo avesso e fazer exactamente o contrário daquilo que me faz infeliz. O tédio embaraça-me, o costume atrapalha-me e a afinação da virtude por lamirés roubados enoja-me. Não me quero envenenado. Quero-me livre e experimentado. Faça-se a festa. Para grandes males, grandes remédios e, se for preciso, tome-se o xarope todo.

PS: Os meus mais sentidos agradecimentos a todos quantos se livraram de preconceitos e abrilhantaram o Ultimate Sex Power Fest com a sua presença. Um agradecimento muito especial ao meu grande amigo e camarada da Comissão Instaladora, sem o qual este deboche não se teria realizado...
.

3 comentários:

lk+ disse...

n akabou n...n pod =P ja tou a espera do take 2 =)*

anita disse...

pelo que tive oportunidade de ver no wood... os figurinos estavam todos à altura de tão magestoso festim... eheh!!! :)

Anatoly Zerka disse...

Grande encontro, convivio, jantar, festa... foi bonito ver e assumir o papel excentrico que era o proposito a alcançar. Gostaria de agradecer a todos os que recusaram ir (quer por pudor ou por não se sentirem ligados á organização, ou a este grupo de convivas) com essas pessoas lá, jamais nos teriamos divertido tanto. Obrigado!