30 de jun de 2010

Incompleta

Serafim dos meus sonhos...
acompanha-me nesta valsa,
por mim inventada,
mas muito desejada.
Eleva-me como um astro,
adorna-me com os fios d'água,
que da tua nascente vêm até mim...
Em meus cabelos se tornarão,
finos, sedosos e de um perfume virgem,
sem origem...
Meu rosto será de areia,
que aquecida pelo sol,
descanso dará ao teu corpo...
Meus olhos, de película verde,
serão feitiço para te prender,
e unir duas almas,
sem nunca pensar no abandono,
deste tão amado sonho...
incompleto....

Nenhum comentário: