19 de mai de 2009

Tempo perdido

Aos palanques sobem os enforcados, os vendedores da banha de cobra, os políticos em campanha eleitoral e os artistas de variedades nas festas de província. Logo, eu não subo a porra nenhuma para me fazer ouvir. Não preciso e, se precisasse, não seria para me defender de atoardas de pipa aberta.

Mais nível, senhores! Isto é um Cabaré e não um puteiro onde se vendam sandes.
.

Um comentário:

rapaz da prótese as riscas disse...

ora aqui venho dar um bem haja a tao ilustres contribuints,contribuints do bem e do mal falar,contribuints do bem beber e talvez do bem pensar!a todos voces os meus sinceros parabens!espero k o vosso destino seja gentilment acaraciado nas parts baixas pla lingua de um unicornio da sorte!

ate breve e tudo de bom!