13 de jan de 2008

s/ título

Não me importam as certezas.
São como os amores consumados:
arrumados na extinção.

Nenhum comentário: